Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação
Libras
Mapa do Site

Guaíra, segunda-feira, 05 de dezembro de 2022 Telefone (17) 3332-5100

Atendimento Atendimento: De  Seg - Sex 10:00 - 16:00

Domi
04/12
Chuva
Máx 28 °C
Min 21 °C
Índice UV
13.0
Segu
05/12
Chuva
Máx 26 °C
Min 20 °C
Índice UV
13.0
Terç
06/12
Chuva
Máx 25 °C
Min 19 °C
Índice UV
13.0
Quar
07/12
Chuva
Máx 28 °C
Min 19 °C
Índice UV
13.0

Meio Ambiente e Agricultura - Quinta-feira, 01 de Setembro de 2022

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Projeto original de Burle Marx será resgatado em ilha isolada do Parque Maracá

Com cessão de mudas de empreendimento imobiliário, ilha será adequada ao projeto original do paisagismo de Roberto Burle Marx


 

Implantada na seca do ano de 2014, a ilha do parque Waldemar Chubaci (chamado parque Maracá) que não tem acesso por terra, terá sua cobertura vegetal reajustada para seguir o projeto original do paisagista Roberto Burle Marx. A ideia é tornar o habitat um refúgio para a fauna original do bioma. E, para isso, a Prefeitura terá que fazer uma limpeza no local, que está ambientalmente degradado devido à proliferação de Leucenas, espécie invasora e exótica mexicana que é maciçamente proliferada no território brasileiro, sendo que está entre as cem espécies invasoras mais agressivas do planeta.

A chefe de Meio Ambiente, Estefane Siqueira e o chefe do Parque Maracá, Fabiano de Paula vistoriaram a ilha e perceberam que o sombreamento causado pelas Leucenas está impedindo o desenvolvimento das poucas árvores nativas, como jabuticabeiras, que são nativas da Mata Atlântica e naturalmente oferecem abrigo e alimento aos animais.

Outro problema correlato às Leucenas refere-se ao sombreamento excessivo, que também favorece a proliferação descontrolada de cipós, mais espécies em desequilíbrio que “sufocam” as espécies chave, que são realmente funcionais no objetivo da ilha em ser um refúgio natural para a fauna nativa.

LIMPEZA

O departamento de Meio Ambiente e a chefia do Parque, com o objetivo de criar o abrigo efetivo para os animais, terá que fazer a limpeza do local, erradicando as Leucenas e retirando o excesso de cipó, ação que proporcionará espaço para o plantio das espécies nativas.

O que vai facilitar o incremento ambiental serão as 200 mudas cedidas pelo empreendimento imobiliário Jardim Monet, mudas que fazem parte da reparação ambiental, pela supressão de árvores para a construção do acesso (rotatória) ao condomínio e Jardim Palmares. As espécies foram selecionadas pelo Departamento de Meio Ambiente justamente com a intenção de resgatar o projeto original e oferecer o abrigo à fauna.

De acordo com Estefane, tratam-se de mudas raras, porém, muitas já extintas no nosso bioma. Ela frisa os exemplares de Cambuci e Murici Arbóreo, ambas espécimes da Mata Atlântica que produzem frutos que eram consumidos no bioma natural local, antes da extinção.

NINHOS 

Durante a vistoria, foram encontrados dois ninhos: um de ganso e outro de pato, que serão removidos com os devidos cuidados, para que os ovos possam se desenvolver em chocadeira. Quando as aves estiverem grandes serão soltas novamente, sem risco de serem mortas por predadores.

No rol de melhorias do refúgio, o Departamento de Meio Ambiente confeccionará ninhos artificiais, específicos para as patas e gansas poderem botar seus ovos, sem risco e poderem criar seus filhotes em segurança.

FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

Portal da Transparencia

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Versão do sistema: 2.0.0 - 02/12/2022

Portal atualizado em: 03/12/2022 11:05:14

Município de Guaíra - SP.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.